O que é MEI?

MEI significa ser um Microempreendedor Individual. Se você trabalha por conta própria, formalizar-se pelo MEI é uma ótima opção!

O MEI foi criado em 2009, pelo governo Brasileiro, com o objetivo de formalizar os pequenos empreendedores ou autônomos. Apresenta uma série de benefícios para quem depende do próprio negócio: a tranquilidade de ter sua situação regularizada, benefícios previdenciários como aposentadoria, licença-maternidade, acesso a financiamento, entre outros. O MEI é enquadrado no Simples Nacional, ficando isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).

O trabalhador, antes conhecido como “informal”, passa a ter um CNPJ através da formalização pelo MEI, podendo atender a empresas, abrir contas bancárias com mais facilidade, pedir empréstimos e emitir notas fiscais.

Para ser um microempreendedor individual, é necessário que o seu faturamento anual seja de até R$ 81.000,00 (ou R$ 6.750,00 por mês), que não tenha participação como sócio/titular em outra empresa e ter, no máximo, um empregado contratado.

Quais são os deveres?
Como MEI, você terá despesas de aproximadamente R$60 por mês, que equivale à arrecadação mensal – o DAS. Esse pagamento pode ser feito por meio de débito automático, pagamento online ou emissão do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). Também é necessário declarar imposto de renda: será isento do pagamento do Imposto de Renda Pessoa Jurídica, mas precisa fazer a declaração do Importo de Renda Pessoa Física caso os rendimentos sejam superiores à R$ 1.903,98.

E os direitos?
Quem é MEI tem direito aos benefícios previdenciários, como auxílio-doença, aposentadoria e auxílio-maternidade, entre outros.

Auxílio contábil
Se você decidiu se formalizar através do MEI, contar com o auxílio contábil é de grande importância para garantir que todas as obrigações estejam em dia e que você fique tranquilo, podendo focar nas questões de crescimento do seu negócio!

Deixe um comentário

8 − cinco =